Patologias

Cogestão, inchaço e dor nos olhos – Acupuntura

Conjuntivite

Olá, antes de mais nada eu quero lembra-los como nos primeiros posts sobre Patologias com tratamento por Acupuntura, que essa é uma base de tratamento para essas patologias, você que usa a técnica não vai sair aplicando em todo mundo o mesmo procedimento, aqui é uma base do que acontece quando ocorre certo tipo de patologia, fique atento para outros sinais e até sintomas que o paciente venha manifestar, dessa forma você poderá mudar a forma de tratar, os pontos e até o nascimento da patologia pode vir de outra fonte, lembremos de focar na causa. Estou falando sobre isso pois percebi que grande parte dos acessos se dá na parte de patologia.

Segundo Ono et al (2005) e outros, a conjuntivite alérgica é, na realidade, um grupo de doenças que afetam a superfície ocular e está geralmente associada a reações de hipersensibilidade tipo 1. Dois distúrbios agudos, conjuntivite alérgica sazonal e conjuntivite alérgica perene, existem, assim como 3 doenças crônicas, ceratoconjuntivite vernal, ceratoconjuntivite atópica e conjuntivite papilar gigante. A inflamação da superfície ocular (geralmente induzida por mastócitos) resulta em coceira, lacrimejamento, edema e vermelhidão conjuntival e fotofobia durante a fase aguda e pode levar a uma resposta clássica de fase tardia (com eosinofilia e neutrofilia associadas) em um subgrupo de indivíduos. Como é o caso em outras doenças alérgicas, uma doença crônica também pode se desenvolver, acompanhada de remodelação dos tecidos da superfície ocular. Em casos graves, o paciente experimenta extremo desconforto e sustenta os danos na superfície ocular. Para tais casos, não existe um regime de tratamento altamente eficaz e seguro. A administração tópica de corticosteroides é usada em casos graves, mas está associada a um risco aumentado para o desenvolvimento de catarata e glaucoma. Assim, há uma busca mundial por novas formas para o tratamento dessas doenças. [1]

Eosinofilia é o aumento da concentração de eosinófilos no sangue.
Neutrofilia é quando a quantidade de neutrófilos está alta no sangue
Mastócito é uma célula do tecido conjuntivo, originado de células hematopoiéticas situadas na medula óssea. Contém uma grande quantidade de grânulos cheios de histamina (substância envolvida nos processos de reações alérgicas) e heparina (uma substância anticoagulante).

Conjuntivite 2

MEDICINA CHINESA

Etiologia

  • Fatores que causam geralmente são:
    • Invasão de vento-calor exógenos.
    • Acensão súbida do fogo do Fígado e da Vesícula Biliar

Diferenciação

Congestão, inchaço, dor e sensação de ardor nos olhos, fotofobia, lacrimejamento e secreção viscosa.
Também pode ocorrer sintomas como sintomas de cefaleia, febre, pulso superficial e rápido, causados pela invasão de vento-calor exógeno. Sintomas como: sabor amargo na boca, irritabilidade, sensação de calor, constipação, pulso em corda, são causados pelo distúrbio de fogo súbito do Fígado e da Vesícula Biliar.

Tratamento

Geralmente escolhemos pontos distais e locais para dispersar o vento-calor, com Acupuntura em método dispersante, eliminando o fator exógeno.

Exemplo de pontos: Hegu (IG 4), Jingming (B 1), Fengchi (VB 20), Taiyang (Extra), Xingjian (F 2).
Pontos secundários:  Distúrbio de fogo do Fígado e da Vesícula Biliar – Taichong (F 3), Guangming (VB 37).

Hegu e Fengchi podem dispersar o vento-calor, Jingming é um ponto onde se reunem os canais do Estômago e da Vesícula Biliar e pode eliminar o calor da região afetada. Xingjian é ponto ying-manancial do canal do Fígado, pode reduzir o calor do Fígado. Sangria no ponto Taiyang com a finalidade de aumentar o efeito da diminuição do calor. Como o Fígado tem como saída os olhos, usamos o ponto Taichong que é um ponto yuan (fonte) do canal do Fígado. Entre o Fígado e a Vesícula Biliar existe uma relação externa-interna, por esse motivo o ponto Guangming, que é ponto Luo (conexão) do canal da Vesícula Biliar, é usado para reduzir o fogo do Fígado e da Vesícula Biliar.

Conjuntivite 4

Auriculoterapia

Pontos: Fígado, olho, ápice da orelha.

Fazer o tratamento diariamente, deixar as agulhas por 20 minutos, puncionar o ápice da orelha e deixar sair de 2-3 gotas de sangue. O tratamento é diário por 3 ou 5 sessões, o que se considera um conjunto de sessões, casos mais graves podem exigir maiores conjuntos.

Nota:
Para a Medicina Chinesa esta enfermidade corresponde também a conjuntivite aguda.

1 – Ono, Santa Jeremy, and Mark B. Abelson. “Allergic conjunctivitis: update on pathophysiology and prospects for future treatment.” Journal of Allergy and Clinical Immunology115.1 (2005): 118-122.

Anúncios

O que achou desse artigo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s