Artigos

A História do Dry Needling em fatos e publicações

Legenda:
TrP = Trigger Point – Ponto Gatilho
DN = Dry Needling – Agulhas Secas
TA ou AT = Traditional Acupuncture – Acupuntura Tradicional

Em muitos locais hoje, principalmente no mundo acadêmico da Fisioterapia há uma pergunta constante “o que é Dry Needling?”. Quando se trata do assunto vemos muitos cursinhos de DN e muitas fotos de pessoas exibindo seus certificados, juntamente com isso se abre uma nova área, mais um curso, mais uma intervenção. Claro que nós, como investidores em qualificação, queremos saber o que é, queremos aprender a prática, e se possível usa-la, nada há de mal nisso. Agora, essa técnica já vem sendo discutida a mais de uma década, mas só recentemente deu esse BOOM no Brasil. Entre as discussões temos essa comparação com a Acupuntura, até onde vai a sua atuação e quais são as patologias tratadas?
Vamos conhecer um pouco mais sobre esse método nas palavras dos mais condecorados pesquisadores no assunto.

O que é Dry Needling (Agulhas Secas)

A American Physical Therapy Association (2013), Associação Americana de Fisioterapia 2013, escreveu: “Dry Needling é uma intervenção qualificada que usa uma fina agulha filiforme para penetrar a pele e estimula pontos de gatilho miofasciais subjacentes (TrP), músculos e tecidos conjuntivos para o tratamento da dor neuro musculoesquelética e comprometimento do movimento. DN é uma técnica usada para tratar disfunções musculoesqueléticas, fáscia e tecido conjuntivo, diminui a entrada nociceptiva periférica persistente e reduz ou restabelece a estrutura corporal e a função, levando a uma melhor atividade e participação“.

DN 5

Ma, um conhecido Acupunturista licenciado e especialista em DN da Federação Mundial de Sociedades de Acupuntura e Moxabustão disse: “A acupuntura biomedica DN é baseada na compreensão moderna da anatomia humana e fisiopatologia e em pesquisa científica moderna, se baseando fortemente em pesquisas neurológicas de ponta usando técnicas modernas de imagem, como a ressonância magnética funcional do cérebro “.

Dommerholt, um fisioterapeuta conhecido escreveu: “DN é um procedimento invasivo em que uma agulha de filamento sólido é inserida na pele e músculo diretamente em um Trigger Point (TrP) miofascial. Um Trigger Point miofascial consiste em múltiplos nós de contração, que estão relacionados a produção e manutenção do ciclo da dor … o DN também se enquadra no âmbito da prática de acupuntura … em contraste com a maioria das escolas de acupuntura, o Dry Needling é estritamente baseado em princípios e pesquisa da medicina ocidental “.

Com base na descrição da Dra. Travell, et al que descreveu o DN de forma sistêmica, disse, DN é usado em contrário ao “agulhamento molhado”, que também é conhecido como injeção de medicação no ponto de sensibilidade local usando analgésicos intramusculares ou anestésicos para tratar uma variedade de dor, para muitas condições, os tipos de drogas injetáveis foram mais tarde estabelecidos como não importantes. Estudos adicionais revelaram que, desde que a agulha de injeção perfure o tecido muscular e musculatura relacionada, há efeito analgésico. As agulhas utilizadas nas primeiras publicações para a realização de DN foram agulhas hipodérmicas vazias (sem nenhum líquido), uma vez que a injeção de solução salina ou anestésico local foi mencionada e comparada simultaneamente.

 

DN 2

Segundo Zhou et.al, “A Acupuntura Médica Ocidental (Western Medical Acupuncture (WMA)) é uma modalidade terapêutica que envolve a inserção de agulhas filiformes sólidas. É uma adaptação moderna da Acupuntura Tradicional (AT) usando a compreensão biomédica atual e a evidência da pesquisa. A Acupuntura Médica Ocidental (WMA) é amplamente praticado por profissionais de saúde condicionalmente treinados, incluindo médicos, Quiropraxistas e Fisioterapeutas. Embora a WMA seja relativamente comum no Reino Unido e na Suécia, uma abordagem particular chamada de agulha seca (DN), que é praticada principalmente por Fisioterapeutas, está se tornando cada vez mais popular em outros países importantes do Ocidente. Acupuntura Médica Ocidental (WMA), Dry Needling (DN, Agulhas Secas) e Acupuntura Tradicional (AT) são todos procedimentos de agulhamento que envolvem penetração da pele com agulhas filiformes sólidas com intenção terapêutica. DN é uma técnica que os Fisioterapeutas e outros profissionais de saúde usam para tratar várias condições dolorosas do sistema musculoesquelético, geralmente síndrome da dor miofascial, enquanto a Acupuntura Tradicional é uma técnica utilizada por Acupunturistas profissionais. Em comparação com o DN, tanto a AT quanto a WMA apresentam uma gama mais ampla de indicações, incluindo dor musculoesquelética, distúrbios gastrointestinais e neurológicos. Pacientes e profissionais de saúde podem estar confusos sobre a relação entre DN e Acupuntura, pois parecem compartilhar semelhanças e, no entanto, podem diferir em certos aspectos. Atualmente, pouca informação está disponível na literatura sobre as semelhanças e diferenças entre essas duas técnicas de agulhamento. Buscamos explorar as controvérsias profissionais que envolvem a prática do DN; revemos as origens, teoria e prática de DN; e buscamos soluções potenciais em resposta ao debate em curso.”

DN 6

História do Dry Needling

Segundo Zhou et.al, Agulha Seca (Dry Needling), cujos subtipos incluem técnicas relacionadas conhecidas como estimulação intramuscular, Acupuntura para Pontos de Gatilho (TrP), Agulha Seca TrP, Miofascial TrP DN, ou Acupuntura Biomédica, refere-se ao uso de agulhas filiformes sólidas ou agulhas hipodérmicas de núcleo oco para o tratamento da dor muscular. Embora alguns fisioterapeutas afirmem que o DN foi desenvolvido pela primeira vez na década de 1940 por Janet Travell, existem poucas evidências para apoiar esta afirmação. Na ‘Dor e Disfunção Miofascial: o manual do ponto de gatilho’, Travell e Simons resumiu os elementos-chave da técnica DN como: (1) uso de uma agulha de comprimento suficiente para atingir os nós de contração nos pontos de gatilho sem qualquer preferência pelo diâmetro da agulha (variação de 0.3-3.4 mm); E (2) uso de uma técnica asséptica através de limpeza cuidadosa com um anti-séptico adequado (geralmente toalhetes de álcool). Travell e Simons não mencionaram nenhum tipo específico de agulha utilizada em DN quando eles propuseram que era tão eficaz quanto a injeção local de lidocaína no alívio da dor do ponto gatilho; no entanto, eles mencionaram que ‘DN’ (agulha seca) induzia a dor pós-injeção, que pode ser mais grave e durar mais tempo do que a injeção de lidocaína. Assim, a agulha a que se referiam é mais provável que tenha sido uma agulha hipodérmica, ao invés de uma agulha de acupuntura. ”

Outras evidências de que as origens do Dry Needling envolvem o uso de agulhas hipodérmicas para o tratamento da dor miofascial são fornecidas por achados de uma revisão da história do DN. Conforme Legge a primeira referência à ‘Agulhas Secas’, foi em um artigo sobre dor lombar em 1947, quando Paulett relatou que ‘Agulhas Secas’ e injeção de solução salina aliviaram a dor. Em 1952, Travell e Rinzler exploraram as origens da dor miofascial e comentaram que o tratamento efetivo da dor miofascial pode incluir Agulhas Secas. As agulhas utilizadas nestas primeiras publicações relacionadas ao DN provavelmente seriam agulhas hipodérmicas, uma vez que a injeção de anestesia salina ou local foi mencionada e comparada ao mesmo tempo. No entanto, o estudo mais antigo disponível diretamente identificado usando o termo de busca “agulha seca” em PubMed foi escrito em 1979 por Lewit et.al, que usaram agulhas de acupuntura na prática de DN. Ele descobriu que DN produzia analgesia imediata e completa do ponto doloroso sem hiperestesia para pacientes com dor miofascial. Com base nesses resultados, Lewit relatou que os efeitos terapêuticos da agulha na dor miofascial originaram-se da estimulação mecânica da agulha e não era devido à solução anestésica nem esclerosante. Em 1980, Gunn et.al recomendaram a manipulação de agulhas de acupuntura para produzir uma sensação de agarração em pacientes com dor no ponto de gatilho. Gunn Et.al relataram que as técnicas foram inspiradas pela Acupuntura Tradicional e que a ‘Agulha Seca’ teve poderosos efeitos terapêuticos para pacientes com dor lombar crônica nas costas.

DN 4

O desenvolvimento de DN foi limitado nas décadas de 1980 e 1990, conforme indicado pelo número limitado de publicações (<30) na literatura durante esse período. No entanto, desde a década de 2000, o interesse em DN ressurgiu à medida que os profissionais de saúde, especialmente os Fisioterapeutas, começaram a reconhecer os efeitos benéficos do DN na dor. Atualmente, DN é praticado por muitos profissionais de saúde na Europa, Austrália, mais da metade dos estados dos EUA e em muitos outros países.

Segundo Arthur Yin, et.al: “Em terminologia, a agulha seca (Dry Needling) é um sinônimo de acupuntura, apenas uma tradução inglesa diferente do termo chinês original 针刺 (Zhen Ci). Na China, o DN (Agulha Seca) é um nome comum da acupuntura há mais de 200 anos. No Ocidente, DN tornou-se popular desde a década de 1980, especialmente desde o final da década de 1990, pela substituição do termo acupuntura por alguns Acupunturistas tradicionais e médicos, como um passo “para a aceitação da acupuntura pela profissão médica“.
Ele completa dizendo que “para o negócio dos seminários comerciais, muitos educadores de DN cobriram seus antecedentes de acupuntura e negaram intencionalmente o fato de que DN (Agulha Seca) é acupuntura. No entanto, em outras situações, eles disseram a verdade. A Mãe do Dry Needling, a Dra. Janet Travell admitiu ao público em geral que o Dry Needling é acupuntura quando afirmou em um jornal que “a maneira médica de dizer que é ‘acupuntura “.

Dra.Janet

A Figura mostra que a Dra. Janet Travell afirmou que a Agulha Seca em suas palavras – “a maneira médica de dizer que é” Acupuntura “. Nichols HW, Albany Democrat-Herald (Albany), 21 de março de 1947, acessado em 3 de outubro de 2016. Foto fornecida por Lee Delorme.

Evidências

Baldry, em 2005, publicou a “História da Sociedade Britânica de Acupuntura Médica”, indicou que em 1821 e 1828, o Dr. James M. Churchill publicou o livro “A Treatise on Acupuncture”, usando as informações coletadas do Japão e da China. John Elliotson, professor de Medicina do University College Hospital de Londres, também escreveu um artigo sobre a acupuntura em 1827. Nenhum deles empregou procedimentos complexos, técnicas, meridianos e outras teorias da acupuntura chinesa, pois tentavam evitar a rejeição da acupuntura pelos médicos do tempo. Em vez disso, eles trataram a dor musculoesquelética de forma muito mais simples de inserção de agulhas em locais de máxima sensibilidade – um procedimento que era claramente o precursor do tratamento atual chamado Dry Needling.

Gunn, et.al, em 1976, propuseram que “como primeiro passo para a aceitação da acupuntura pela profissão médica, sugere-se que um novo sistema de nomenclatura dos locus de acupuntura seja introduzido“. E ele começou a usar o termo DN para substituir a acupuntura em suas publicações em 1980. Este é provavelmente o início formal da popularidade do DN no Ocidente.

DN 7

Opiniões de especialistas

Legge elogiou Brav e o trabalho de Sigmond em 1941 porque descobriram que a dor poderia ser aliviada por agulhas hipodérmicas simples sem injeção de qualquer substância. Um grupo no estudo que recebeu agulhas sem substâncias teve resultados quase semelhantes ao grupo com injeções novocaine. Este resultado foi descrito como um resultado “surpreendente”. Embora o termo DN não tenha sido usado, o autor Legge considerou que esta era a primeira vez que a técnica DN era usada em um contexto ocidental.

Fan, et.al apontaram que a primeira pessoa nos EUA que usou a agulha de segurança (agulha de acupuntura) sob o termo DN para tratar o paciente foi Mark Seem, fundador do Tri-State College of Acupuncture em Nova York. Parece alegar que ele expandiu a abordagem de Acupuntura Chinesa clássica através da integração do trabalho de Janet Travell na agulha de acupuntura para dor miofascial. Seem declarou que compartilhou com a Travell a técnica clássica de Acupuntura no tratamento de uma síndrome crônica e complexa do chicote para liberar esses TrPs. Aparece também em autoria do livro “A New American Acupuncture” que aborda este tópico de DN, que foi publicado em 1993. Ele ensinou este método de acupuntura (DN) internacionalmente por mais de 25 anos antes de se aposentar.

Outras opiniões

Brav, et.al discutiram a técnica do tipo DN no contexto da acupuntura. “TrP ou ponto de motor é parte do ponto sensível, que foi amplamente usado por Acupunturistas nos países ocidentais e orientais com uma história muito longa. A acupuntura TrP, também conhecida como DN, não possui diferença essencial da acupuntura típica praticada pelos médicos nos países ocidentais desde 1821. A primeira pessoa que demonstrou acupuntura com agulha filiforme sob o termo DN foi Mark Seem, um Acupunturista licenciado e professor de acupuntura.”

DN 10

A medicina ocidental chegou na China no final dos anos 1800, quando o período de agulha seca foi criado para diferenciá-lo das agulhas usadas para injeções por médicos capacitados ocidentais. Muitas pessoas na China ainda se referem à acupuntura como agulhas secas, especialmente após que a terapia de injeção de ponto de acupuntura e a terapia de aquapuntura foram desenvolvidas na China, no início dos anos 1950. O termo agulha seca (gan zhen) já se tornou um sinônimo de acupuntura usada por muitos chineses praticantes. Por exemplo, ao pesquisar usando o termo chinês 干针(Agulhas Secas) no departamento de livros da Amazon (http://www.amazon.cn), todos os resultados são livros de acupuntura.

O que achou desse artigo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s