Patologias

Leucorreia – Corrimento Vaginal

Leucorreia fisiológica tem características semelhantes na mesma mulher, em cada ciclo. Quando mudam de cor, abundância, aparência e/ou odor, são chamados de patológicos. São inflamações vaginais (vaginite), na maioria das vezes de origem infecciosa e podem estar associados a irritação vulvar (vulvo-vaginite). Três principais doenças causam leucorreia: por um lado, uma DST: tricomoníase, por outro lado, vaginose bacteriana e candidíase que não são DSTs. A cervicite gonocócica e clamidiana também pode ser acompanhada por leucorreia.

Vaginose bacteriana

É uma síndrome que reflete um desequilíbrio da flora vaginal com a substituição de lactobacilos (flora Döderlein) por microorganismos comensais: anaeróbios (Mobiluncus sp., Etc.), Mycoplasma hominis e Gardnerella vaginalis, cuja proliferação é responsável pelos sintomas (leucorréia malcheiroso). VB é a causa mais freqüente de leucorréia. Não é uma DST mesmo que o VB raramente atinja as virgens. Os fatores predisponentes são o banho intravaginal, o elevado número de parceiros sexuais e a homossexualidade feminina. O parceiro masculino é muito raramente afetado (balanite) e o tratamento não tem impacto na natureza muitas vezes recorrente da VB.

Balanite – Inflamação da cabeça do pênis (glande)

Candidiase

Candidíase vulva-vaginal

Este é também um desequilíbrio da flora vaginal com a proliferação de leveduras saprófitas: mais comumente, Candida albicans e mais raramente outras candidas: tropicalis, crusei, guilliermondi, glabrata, etc. Uma vulvite eritematosa e pruriginosa está em primeiro plano, mas as paredes vaginais às vezes são atingidas com leucorréia adesiva, escassa e coalhada. O pH vaginal é normal.
A candidíase vulvovaginal é muito comum. Geralmente é uma colonização secundária de uma mucosa vulvar seca e/ou atrófica. Em todos os casos, as recaídas são frequentes, favorecidas pelo período pré-menstrual, a antibioterapia oral, mais raramente por imunossupressão (diabetes, HIV, corticosteróides gerais) ou gravidez.

Alguns exames simples possibilitam estabelecer o diagnóstico etiológico muitas vezes suspeito sobre a aparência de leucorréia:
• abundante, espumoso (tricomonose);
• abundante, nauseante (vaginose bacteriana);
• coalhada (candidíase).

Coluna 1

NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

A Leucorreia é uma secreção vaginal mucosa, persistente e que ocorre na ausência da menstruação. Os fatores patógenos são disfunção dos canais Ren e Chong devido a debilidade de qi do canal Dai, a insuficiência de qi e xue e a infusão de umidade-calor.

Diferenciação

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa podemos dividir a leucorreia em dois tipos: Secreção branca e secreção amarela.

  1. A secreção branca ocorre pela insuficiência de qi e a presença de umidade. Esta é fina, branca ou amarela pálida, com odor similar a peixe podre.
  2. A secreção amarela ocorre na descida da combinação de umidade e calor. Neste caso a secreção pode ser de cor vermelha fresca ou amarelo intenso e vem acompanhada de odor fétido e nauseante.

Estes dois tipos de leucorreia vem acompanhados frequentemente de sintomas como  dor lombar, tontura e lassidão.

Vaginal

Tratamento

Para o tratamento podemos selecionar pontos do canal Dai e do canal do Baço para regular a circulação de qi e xue e eliminar umidade-calor. Aplicar acupuntura com o método de tonificação e com moxabustão para o tipo de secreção branca e usar o método dispersante para o tipo de secreção amarela.

Exemplo de pontos

Daimai (VB 26), Wushu (VB 27), Qihai (Ren 6), Sanyinjiao (BP 6)
Secreção branca : Ciliao (B 32), Shenshu (B 23), Baihuanshu (B 30)
Secreção amarela : Zhongji (Ren 3), Ligou (F 5), Yinlingquan (B 9)

Qihai é usado para regular a circulação de qi nos canais Ren e Chong, Daimai e Wushu são pontos de confluência dos canais Dai e da Vesícula Biliar, tem a indicação de fortalecer o canal Dai e são indicados para o caso de Leucorreia. Usa-se o ponto Sanyinjiao para regular a circulação dos três canais yin da perna e eliminar a umidade-calor. O ponto Shenshu serve para fortalecer o qi do Rim, é um ponto de tonificação. Ciliao e Baihuanshu são pontos vizinhos e tem a função de eliminar a leucorreia. Zhongji é um ponto de confluência do canal Ren e do canal do fígado e Ligou é um ponto Luo do fígado; quando usamos esses pontos em combinação podemos reduzir o fogo do fígado. O ponto Yinlingquan tem a função de fortalecer o Baço e eliminar a umidade-calor.

Nota
A Leucorreia que mencionamos aqui é a inflamação do sistema genital como vaginite, cervicites, endometritis e infecções dos órgãos da pelve

 

Fonte – Vexiau-Robert, DViraben, RJanier, MDerancourt, CTimsit, F JBouscarat, F.Ann Dermatol Venereol; 143(11): 756-758, 2016 Nov.

O que achou desse artigo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s