Didático

Diferenciação das síndromes de acordo com Zang-Fu (Metal)

Optei por dividir as síndromes zangfu por etapa, agora vamos tratar dos órgãos do elemento Metal e assim por diante. Lembrando que em caso de dúvida e sugestões podem colocar nos comentários. Vamos dar um passeio pelas síndromes do Pulmão, que é a base do Metal e as síndromes do Intestino Grosso.

Diferenciar as enfermidades de acordo com a teoria zangfu significa distinguir as enfermidades dos órgãos observando suas condições fisiológicas como base, porque cada um deles tem diferentes funções fisiológicas. Quando um órgão zang ou fu não funciona normalmente sua desordem funcional pode afetar a ele mesmo, mas também pode afetar ou ser afetado por outros órgãos.

Já falamos também sobre outros elementos:
Água
Fogo
Madeira
Terra

Pulmão

SÍNDROMES DO PULMÃO

Vento patógeno que invade o pulmão

Entre as manifestações que aparecem nessa síndrome, ocorrem pigarro na garganta e tosse ou febre e aversão ao frio. Se o vento for acompanhado de frio (vento-frio invadindo o pulmão), o calafrio piora com obstrução nasal, rinorreia aquosa, expectoração clara e branca, saburra branca e fina. Caso o vento seja acompanhada com calor (vento-calor invadindo o pulmão), a febre é notável, com dor, enrijecimento e inflamação da garganta, rinorreia purulenta, expectoração purulenta e com saburra amarela.

Etiologia e Patologia

O vento patógeno exógeno que invade o pulmão transforma sua função de dispersão e descida, afetando a respiração normal do pulmão produzindo tosse e obstrução nasal. O frio, como um fator yin patógeno, prejudica o yangqi. Devido a isso, quando o vento é acompanhado de frio, os calafrios são mais grave que a febre, produz rinorreia aquosa e expectoração branca. O calor, como um fator yang patógeno, consome os líquidos de yin. Em caso de vento acompanhado de calor, as febres são os principais sintomas com rinorreia e expectoração purulenta.

A mature gentleman coughing because of pulmonary disease

Fleuma-umidade no pulmão

Manifesta-se com tosse, respiração curta, expectoração diluída com espuma branca, expectoração abundante. É um ataque causado geralmente pelo frio. Língua com saburra branca ou as vezes pegajosa.

Etiologia e Patologia

Esta síndrome ocorre devido ao distúrbio da circulação normal dos líquidos corporais, cuja acumulação causa a formação de umidade-fleuma. Se a umidade-fleuma estiver estagnada no pulmão, bloqueia as passagens de qi e prejudica a função de dispersão e descida. Como consequência ocorrem os sintomas já mencionados.

Retenção de fleuma-calor no pulmão

Nesta síndrome temos manifestações de tosse, dispnéia ou respiração asmática, expectoração com esputo abundante e espesso, purulento e de cor amarelo-esverdeado. Pode ocorrer esputo com sangue e pus fétido. Pode apresentar aversão ao frio e febre, língua vermelha com saburra amarela e pulso rápido.

Etiologia e Patologia

Esta síndrome ocorre devido a invasão do vento-calor exógeno ou vento-frio exógeno que posteriormente se transforma em calor. O calor mesclado com fleuma no pulmão provoca o bloqueio das passagens de qi, lesionando a função de dispersão e descida do pulmão, causando assim tosse, dispnéia ou respiração asmática. O calor consome o líquido corporal causando expectoração purulenta. Quando a fleuma-calor bloqueia os vasos do pulmão podem aparecer uma estagnação do sangue, causando assim esputo fétido-purulento com sangue.

tosse

Insuficiência do yin do pulmão

Entre as manifestação clínicas dessa síndrome temos tosse seca sem esputo ou com esputo mucoso, escasso ou misturado com um pouco de sangue, febre vespertina, rubor malar, sensação de calor nas palmas das mãos e plantas dos pés, secura na boca, suor noturno, língua vermelha, pulso rápido e filiforme.

Etiologia e Patogenia

Ocorre em enfermidades crônicas do pulmão que esgotam o yin do pulmão e se traduz em insuficiência de líquidos corporais. Como no pulmão há falta de nutrição então aparece disfunção da função de dispersão e descida produzindo tosse seca, sem esputo, ou com esputo mucoso e escasso, secura da boca. Xu de yin causa calor endógeno, que consume líquidos corporais e lesiona os vasos, febre vespertina, rubor malar, sensação de calor nas palmas e plantas, sudorese noturna e esputos com sangue.

Intestino Grosso

SÍNDROMES DO INTESTINO GROSSO

 Umidade-calor no intestino grosso

Entre as manifestações que acontecem são febre, dor abdominal, fezes moles de cor escuro com odor fétido, aumento da frequência do peristaltismo intestinal ou fezes com mucosidade branca ou vermelha, ardor anal e tenesmo. A língua é vermelha com saburra amarela e pulso rápido e escorregadio.

Etiologia e Patologia

Esta síndrome é causada por comer demasiadamente alimentos crus e frios ou por alimentos industrializados ou pela invasão de calor de verão e umidade patógenos. A umidade-calor se acumula no intestino grosso e bloqueia as passagens de qi causando assim a disfunção de transporte e transformação, o que produz diarreia, dor abdominal com fezes fétidas e obscuras. A umidade-calor lesiona os vasos sanguíneos do intestino grosso, causando assim fezes com muco e com sangue. Se a umidade-calor desce, causa uma sensação de ardor anal e tenesmo.

Vomit

Estase do intestino grosso

Manifesta distensão abdominal, dor abdominal que não tolera a pressão, constipação, náusea e vômito, saburra branca e pegajosa, pulso profundo e forte.

Etiologia e Patologia

Esta síndrome é geralmente causada pela obstrução e disfunção do qi do intestino grosso provocados pela retenção de alimentos, parasitas ou estagnação de xue, causando assim constipação, distensão e dor no abdome. Náuseas e vômito são resultados de estase do intestino grosso que impede a descida de qi do estômago.

Estagnação de xu e calor no intestino grosso

Entre as manifestações temos dor fixa e aguda ou lancinante no ventre que não tolera pressão, constipação ou rápida diarreia, com febre e vômito, língua vermelha com saburra amarela e pegajosa.

Etiologia e Patologia

Esta síndrome acontece pela falta de adaptação do individuo as mudanças climáticas ou excesso de comida ou trabalho intenso, que causam estagnação de calor e xue e retardo de qi. O calor prejudica os vasos do intestino grosso provocando inflamação local ou abcessos, causa dor lancinante no ventre. Se o qi do estômago no desce aparece náuseas e vômitos.

Anúncios

O que achou desse artigo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s