Didático

Métodos de diagnósticos: Pulsação e palpação (Parte 3/3)

A palpação é um método de diagnóstico usado para detectar as condições patológicas através do tato e da pressão em certas áreas do corpo.  Duas formas básicas de efetuar a palpação são a pulsação e o uso dos canais e meridianos.

Pulso

O local para palpar o pulso fica na parte da artéria radial do pulso. Podemos dividir em três regiões: Cun, Guan e Chi. A região oposta ao processo estiloide do radio é conhecido pelo nome de guan, após o processo estiloide é o cun e atrás do guan está o chi. As três regiões cun, guan e chi da mão esquerda refletem respectivamente as condições do coração, fígado e rim e a mão direita as condições do pulmão, baço e rim.

Ao palpar o pulso, o paciente deve por sua mão com a palma para cima sobre uma almofada. Primeiro devemos localizar guan com o dedo médio, logo depois, por naturalmente os dedos indicador e anular, para localizar cun e chi. A força dos dedos deve ser primeiro leve, em seguida moderada e por último forte, para obter uma ideia geral sobre a profundidade, frequência, ritmo, força e forma do pulso. Qualquer mudança anormal em qualquer região do pulso poderá ser determinada exercendo uma pressão uniforme nas três regiões e depois palpando as três regiões separadamente fazendo uma comparação com a finalidade de obter uma impressão correta do pulso como um todo.

A frequência normal do pulso é de 4-5 pulsações a cada respiração, o pulso deve ser rítmico e vigoroso.

maxresdefault

Os pulsos anormais que são mais frequentes e seu significado clínico são os seguintes:

  1. Pulso superficial – pulso que se percebe com uma ligeira pressão dos dedos, mas enfraquece ao aumentar a pressão. Este tipo de pulso se observa frequentemente no período inicial de síndromes superficiais, originadas por fatores patógenos exógenos. Vista também em pacientes que tem enfermidades crônicas e que se encontra em um estado geral de debilidade. Neste caso, porém, o pulso é mais frequentemente superficial e fraco.
  2. Pulso profundo – Pulso que só podemos perceber pressionando fortemente. Aparece em síndromes internas.
  3. Pulso lento – Pulso cuja frequência é menos que quatro vezes a cada respiração. Aparece geralmente em síndromes causadas pelo frio.
  4. Pulso rápido – Pulso cuja frequência é maior que cinco vezes a cada respiração. Aparece em geral em síndromes causadas pelo calor.
  5. Pulso fraco – Pulso fraco e sem força que desaparece ao aumentar a pressão, Se apresenta frequentemente em síndromes do tipo xu (deficiência).
  6. Pulso forte – Pulso forte que não desaparece ao aumentar a pressão. Pode ser observada em síndromes do tipo shi (excesso).
  7. Pulso corda – Pulso tenso e forte com se sente ao pressionar uma corda de arco/violão. Encontramos em enfermidades por insuficiência de yin e hiperatividade de yang do fígado.
  8. Pulso escorregadio – Pulso que se percebe com um deslizamento de pequenas bolas em um prato. Observado em casos de acúmulo de fleumas ou de indigestão. Também encontrado nas pessoas saudáveis e grávidas.
  9. Pulso filiforme – Pulso pequeno e quase imperceptível, que traz a sensação de um fio. Visto principalmente nas síndromes de xu (deficiência) e de qi e xue.
  10. Pulso curto – Pulso rápido com pausas irregulares. O pulso curto e forte é encontrado em síndromes de hiperatividade de calor, fleuma excessiva, estagnação de qi e xue e retenção de alimentos. Um pulso curto e fraco é sinal de colapso.
  11. Pulso áspero – Pulso lento e gradual com pausas irregulares. Indica frio endógeno ou retenção de frio-fleuma e estagnação de xue (sangre) no interior.
  12. Pulso intermitente – Pulso lento com pausas regulares. Observado em paciente com perda de qi e xue e debilidade de yangqi (qi do yang).

Os pulsos curto, áspero e intermitente são chamados também de pulsos de batimento perdido.

O pulso pode variar de acordo com fatore como a estrutura corporal, atividade, constituição geral do paciente e clima, os quais devem ser considerados ao realizar o diagnóstico.

Para poder distinguir corretamente os diferentes tipos de pulsos requer uma longa prática clínica. Se for palpado dois ou mais tipos de pulsos em um mesmo paciente, por exemplo, um pulso rápido e filiforme, o profundo e filiforme, ou filiforme e corda, devemos fazer uma analise do significado clínico da combinação dos pulsos considerando a situação geral do paciente.

AA023149

Palpação dos meridianos e seus pontos

A prática clínica demonstra que em algumas enfermidades podemos encontrar algum ponto doloroso ou outra reação anormal ao longo do trajeto dos meridianos ou em certos pontos. Por exemplo, se tratando de uma desordem dos pulmões podemos encontrar dor ao pressionar o ponto zhongfu (P1) ou um nódulo resistente no ponto feishu (B13), no caso do fígado, podemos localizar dor no ponto ganshu (B18) e qimen (F14), no caso de gastralgias podemos encontrar dor nos pontos weishu (B21) e zusanli (E36), enquanto que na apendicite a dor pode ocorrer no ponto lanwei (apêndice) (Extra). Estes sinais tem um grande significado para o diagnóstico através da palpação e especialmente para o tratamento por acupuntura.

A palpação abdominal é também um método importante. A distensão abdominal com uma nota timpânica como resposta a percussão e urina normal indica estagnação de qi. Se ao palpar a região abdominal sente-se distensão e tem a sensação de uma bolsa de água, provavelmente há acumulação de líquidos. Massas duras e imóveis na região abdominal podem ser sintomas de uma estagnação de sangue, caso as massas sejam móveis e suaves são sintomas de uma estagnação de qi. Caso o paciente tem um grupo de massas no abdome esquerdo e ao mesmo tempo constipação é possível que seja retenção de fezes secas. Uma dor que não pode ser tolerada na pressão no ventre direito é possível que seja apendicite provocada por estagnação de qi e xue.

O que achou desse artigo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s